Centro Especializado em Plantas
Aromáticas, Medicinais e Tóxicas
Universidade Federal de Minas Gerais

Embaúba

Cecropia pachystachia Trécul.

(Cecropiaceae)

Por Flávia Santos Delgado Silva

Planta Viva

Droga Vegetal

Como “embaúba” são conhecidas várias plantas do gênero Cecropia, mas a única considerada medicinal é a Cecropia pachystachia Trécul. Relatos históricos mostram que o uso da planta no Brasil é muito antigo, havendo registros feitos pelos portugueses já por volta de 1530. Esta embaúba recebe vários outros nomes tradicionais entre eles ambaitinga, ambabam, amabaíba, ambaúva, embira, imbaíba, imbaúba, umbaúba ou pau serpente. A planta recebe também o nome de árvore-da-preguiça devido ao fato do bicho preguiça gostar muito de comer seus brotos. Por isto é atribuída à árvore a propriedade calmante. Diferente de outras espécies de embaúba, que são muito frequentes nas matas do Brasil, e cujas folhas apresentam um aspecto prateado, a C. pachystachia tem distribuição mais restrita e suas folhas são vermelhas.

A Cecropia pachystachia já integrou o grupo de plantas medicinais da Farmacopeia Brasileira 1ª Edição, publicada em 1926. Isto mostra o quanto a planta tinha importância também na medicina convencional da época. Atualmente, ela vem sendo objeto de vários estudos científicos, que visam verificar o potencial da planta e transformá-la em medicamento. Alguns estudos confirmaram a eficácia de extratos da planta no tratamento do stress em camundongos (Ortmann e cols., 2016; Gazal e cols., 2014). Outros estudos confirmaram o potencial da planta no tratamento de feridas (Duque e cols., 2016; Pacheco e cols., 2014) e como hipoglicemiante (Aragão e cols., 2010). Apesar dos estudos terem demonstrado efeitos benéficos, eles são muito preliminares e é necessário aguardar outros estudos, mais conclusivos.

Referências bibliográficas

Aragão e cols. 2010. Hypoglycemic effects of Cecropia pachystachya in normal and alloxan-induced diabetic rats. J. Ethnopharmacol 128(3):629-33.

Duque e cols., 2016 In vivo wound healing activity of gels containing Cecropia pachystachya leaves. J. Pharm. Pharmacol. 2016 68(1):128-38.

Gazal e cols. 2014. Antidepressant-like effects of aqueous extract from Cecropia pachystachya leaves in a mouse model of chronic unpredictable stress. Brain Res Bull. 108:10-7.

Ortmann e cols., 2016. Enriched Flavonoid Fraction from Cecropia pachystachya Trécul Leaves Exerts Antidepressant-like Behavior and Protects Brain Against Oxidative Stress in Rats Subjected to Chronic Mild Stress. Neurotox Res. 29(4):469-83.

Pacheco e cols., 2014. Cecropia pachystachya: a species with expressive in vivo topical anti-inflammatory and in vitro antioxidant effects. Biomed Res Int. 2014; 2014:301294.

Apoio

Contatos